O que os compradores on-line querem?

Proprietários de lojas on-line venderiam suas almas ao diabo para investigar os consumidores on-line. Por que as pessoas compram produtos na Internet, o que influencia suas decisões durante a seleção do produto, o que os clientes gostam e não gostam, - você pode usar respostas confiáveis ​​a essas perguntas para aumentar a eficiência do comércio on-line.

Vender a alma não precisa. Abaixo você encontrará os resultados de estudos sobre o comportamento de consumidores online estrangeiros. Os dados obtidos também ajudarão os empresários nacionais: há muito em comum com o comportamento dos compradores estrangeiros e russos online. O que os clientes da sua loja online querem?

1. Novos padrões de comportamento do cliente na era (pós-crise)

Em 2014, a Quirk's Marketing Research Media entrevistou 2.000 compradores de lojas online dos EUA. Pesquisadores perguntaram aos entrevistados sobre mudanças em suas atividades de consumo após a crise financeira global. Com base nos resultados das respostas, foram feitas as seguintes conclusões:

  • A dívida dos consumidores dos cidadãos americanos em 2014 caiu para o nível mais baixo desde o pré-crise de 2006. Os compradores estão tentando planejar as compras e calcular seus próprios fundos.
  • 79% dos entrevistados estão revisando resenhas e opiniões sobre o produto, o fabricante e o vendedor.
  • Os consumidores consideram a fonte mais confiável de informações sobre as opiniões de produtos de outros compradores.

Veja também: Como obter avaliações de clientes: 9 maneiras eficazes

Por favor, note que o comportamento dos compradores russos ainda é diferente do americano em alguns assuntos. De acordo com o Banco da Rússia e o Departamento Nacional de Histórias de Crédito, no final de 2013 e no início de 2014, a Rússia estava experimentando um boom nos empréstimos ao consumidor. Mais de quatro quintos da população em idade ativa tinham dívidas do consumidor. Em meados de 2014, a taxa de crescimento anual da dívida do consumidor era de 33%. No entanto, o rácio da dívida em relação ao rendimento do agregado familiar na Federação Russa é de 23%. Isto é várias vezes menos em comparação com os indicadores americanos e europeus.

Pode-se supor que as últimas tendências no mercado de câmbio mudarão a atitude dos compradores e banqueiros online para os empréstimos ao consumidor. As lojas online russas precisam se preparar para o fato de que os compradores planejam mais cuidadosamente as compras e, com menor frequência, pagam os fundos de crédito. Em primeiro lugar, afetará os vendedores de produtos importados: gadgets, roupas, eletrodomésticos. Sob essas condições, os vendedores precisam prestar atenção ao comportamento do consumidor: quase quatro quintos dos clientes estão estudando análises de produtos e fornecedores.

2. Se você não pode tocar, deixe-me ver

A agência de publicidade MDG Advertising estudou o impacto das imagens no comportamento dos compradores online. Os pesquisadores obtiveram os seguintes resultados:

  • 67% dos compradores acreditam que a qualidade da imagem afeta a decisão da transação. Apenas 54% dos consumidores consideram as descrições detalhadas dos produtos mais importantes que as fotos.
  • Páginas e cartões de produtos com imagens de alta qualidade obtêm 94% mais visualizações em comparação com páginas que têm apenas uma descrição de texto.

Como você sabe, o conteúdo visual é rei. Aprenda a criar fotos de produtos de alta qualidade por conta própria, ilustrando resenhas e artigos com imagens legais e de alta qualidade. Experimente ferramentas legais para criar infográficos, galerias e vídeos interativos.

3. Por que os consumidores preferem fazer compras online?

A Shopper Approved entrevistou 25.660 clientes para entender por que as pessoas preferem fazer compras on-line para lojas off-line. Durante o estudo, os seguintes resultados foram obtidos:

  • 25,4% dos entrevistados observaram uma ampla gama de produtos.
  • 25% escolheram um preço baixo.
  • 24,7% disseram que foram atraídos pela praticidade das compras.
  • 7,2% consideram a economia de tempo como importante.
  • 3,6% disseram que é mais fácil comparar produtos similares na loja online.

Veja também: Revendedores online revelam segredos: qual canal para atrair clientes é o mais eficaz?

As lojas online têm várias vantagens sobre as lojas offline. Em primeiro lugar, eles podem demonstrar uma quantidade ilimitada de bens, uma vez que não enfrentam restrições sobre o espaço de varejo, tamanhos de prateleiras e leis de merchandising. Em segundo lugar, os varejistas on-line têm a oportunidade de vender mercadorias mais baratas do que suas contrapartes de off-line. Em terceiro lugar, as lojas online permitem fazer compras com apenas alguns cliques. O usuário não precisa nem se levantar do computador. Encontre maneiras de enfatizar e explorar plenamente as principais vantagens do comércio on-line.

4. Envolva tudo

Segundo a Sociedade Britânica de Psicologia, existe uma categoria de consumidores superleais. Os compradores compram todos os produtos oferecidos pela sua marca favorita. Os psicólogos Kyungmi Kim e Marcia Johnson descobriram que o desejo dos compradores de fãs de comprar produtos de suas empresas favoritas é determinado por processos bioquímicos especiais no cérebro.

Segundo os pesquisadores, a compra de produtos de determinada marca permite que os fãs atendam à necessidade de pertencer a um grupo social. Como exemplo de um desejo fanático de adquirir produtos da marca, os psicólogos chamaram as filas de compradores para a nova Apple.

Como usar os resultados desta pesquisa na prática? Vender produtos de marcas famosas. Ajude os compradores a compartilhar a alegria de adquirir em redes sociais. Proporcionar uma oportunidade para discutir a compra com outros fãs da marca.

5. Os clientes estão esperando por suas cartas.

Pesquisadores da Forrester Research argumentam que os compradores reduzem suas atitudes negativas em relação ao e-comercial comercial. A empresa pesquisou mais de 30 mil compradores on-line e recebeu os seguintes dados:

  • Em 2014, 42% dos consumidores americanos excluíram cartas comerciais sem sequer abri-las. Em 2012, esse número foi de 44% e, em 2010, de 59%.
  • 30% dos consumidores geralmente não conseguem entender onde o remetente das cartas comerciais sabe seu nome e endereço de e-mail.
  • 38% dos compradores acreditam que é impossível encontrar ofertas interessantes na lista de discussão. Em 2012, esse valor foi de 41%.

Mais da metade dos consumidores lêem e-mails comerciais. Mais de 60% sabem que na lista de discussão você pode encontrar algo interessante. Você não está enviando cartas para compradores? Então você perde tempo.

Veja também: Como lidar com os assassinos de conversão: 9 ameaças mais terríveis para o seu site

6. Por quais critérios os clientes avaliam você?

Especialistas da Sociedade para Novas Comunicações Research argumentam que o principal critério para avaliar o vendedor é a qualidade do produto. Então, digamos 80% dos consumidores online. Quais outros fatores de avaliação os clientes estão usando?

  • Preço do produto - 55%.
  • O nível de serviço - 37%.
  • Comentários de pessoas conhecidas e famosas - 34%.
  • Feedback de consumidores desconhecidos - 30%.
  • Classificações em serviços sociais e redes sociais - 30%.
  • Informação na mídia - 13%.
  • Informações em artigos publicitários e anúncios - 10%.
  • A atividade da empresa nas redes sociais - 7%.

Aqui está uma receita simples para o sucesso: vender produtos de qualidade a preços razoáveis. Preste atenção ao nível de serviço.

7. O que influencia uma decisão de compra?

A empresa Bigcommerce entrevistou clientes de lojas on-line para descobrir os principais fatores que influenciam a decisão de compra. Entre os fatores mais importantes, os entrevistados nomearam:

  • A qualidade do produto é de 56%.
  • Frete grátis - 49%.
  • Capacidade de devolver produto inadequado - 35%.
  • Comentários dos clientes - 33%.
  • A capacidade de avaliar o produto da foto - 30%.
  • Navegação conveniente no site - 26%.
  • Check-out simples - 24%.
  • Disponibilidade dos tamanhos certos ou conjuntos completos do produto - 12%.
  • A presença de novos produtos - 10%.

Você já sabe que os clientes gostam de produtos de qualidade. Além disso, você sabe que os consumidores prestam atenção a avaliações e fotos. Agora preste atenção à importância do frete grátis, garantia de reembolso e usabilidade do site.

8. O que os compradores têm em mente?

Os especialistas do serviço Vouchercloud estudaram a psicologia dos compradores on-line. Alguns dos resultados do seu trabalho merecem atenção:

  • 57% dos compradores deixam o site se ele carregar mais de três segundos. 80% deles nunca retornam a este site.
  • Os consumidores avaliam o produto e tomam uma decisão preliminar de compra dentro de 90 segundos.
  • 41% das compras pendentes são devidas a taxas ocultas e comissões que os compradores veem no check-out.
  • 53% dos compradores consideram a entrega barata razão suficiente para alterar a loja online.

Reduza o tempo de carregamento do site. Preste atenção ao apelo visual dos cartões de produtos. Por 90 segundos, o consumidor tem tempo para avaliar apenas o design da imagem e da página. Pré-alertar os compradores sobre comissões e custos de envio.

Leia também: 10 soluções interessantes para aumentar a conversão em sites comerciais

Todos os compradores não podem agradar

Mas devemos nos esforçar para isso. Use os dados obtidos durante a pesquisa para atender às necessidades mais importantes dos clientes. Vender produtos de qualidade, fornecer preços razoáveis ​​e um alto nível de serviço. Cuide da usabilidade do site, publique fotos de alta qualidade dos produtos. Vender produtos de marcas famosas. Certifique-se de que os clientes e especialistas falem bem da sua loja.

Assista ao vídeo: VENDA SUAS FOTOS ONLINE 1 ferramenta poderosa (Dezembro 2019).

Loading...

Deixe O Seu Comentário